Como processar a empresa trabalhando

Muitas vezes o trabalhador se vê obrigado a aguentar situações que não considera justas, como salários atrasados, jornada de trabalho mais extensa que o previsto na lei, horas extras sem pagamento ou descanso, acumulo de funções sem aumento de salario ou trabalhar sem poder tirar as folgas semanais previstas em lei mas como precisa trabalhar não pode nem reclamar sobre isso.
O que poucos trabalhadores sabem é que é possivel processar uma empresa enquanto ainda trabalha nela e exigir o cumprimento de seus direitos.
O primeiro passo para isso é procurar o sindicato de sua categoria, lá você poderá contar com orientação jurídica e poderá esclarecer todas as suas duvidas a respeito do assunto. Outra coisa  muito importante é procurar saber o máximo que puder sobre a CLT ( consolidação das leis de trabalho) para saber exatamente quais são seus direitos e dar um maior embasamento em suas reclamações.
Também é importante que seu histórico dentro da empresa seja bom, por exemplo, você pode perder um pouco de sua credibilidade se tiver muitas faltas e atrasos não justificados, advertências ou suspensão em qualquer situação, caso tenha algum desentendimento com colega de trabalho ou com o empregador. São detalhes que podem te prejudicar na hora de processar uma empresa trabalhando.

Como conseguir advogado de graça

como limpar o nome

Também é importante que você contrate um Advogado de sua confiança para lhe auxiliar neste processo e leve para ele todos os documentos que comprovem a natureza de suas reclamações, como o espelho de horas que o empregador é obrigado a fornecer ao funcionário todo mês,  sua carteira profissional, seu holerite e outros que o advogado poderá solicitar.
Além disso pode  ser necessário que você consiga um colega de trabalho para testemunhar a seu favor, lembrando que o patrão não pode demiti-lo apenas por causa disso.
Vale lembrar que depois de se orientar com o sindicato e um advogado vale a pena tentar resolver a situação diretamente na empresa antes de entrar com uma ação judicial, muitas vezes o "clima" dentro da empresa pode ficar desagradável quando um funcionário processa a empresa trabalhando, no entanto o empregador não pode demitir o funcionário que move uma ação judicial por justa causa apenas por esse motivo, mas pode demitir o funcionário sem justa causa, no entanto a rescisão deste funcionário que esta movendo ação judicial deve ser calculada com base nos valores reclamados, não apenas no que ele receberia normalmente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...